Teste de Perfil Financeiro

TESTE DE PERFIL FINANCEIRO - DSOP

Copie o teste e o preencha com calma, sendo honesto consigo mesmo nas respostas.
 


Endividado, Equilibrado Financeiramente ou Investidor!                                          
 
 
Pontos: _____________

 

1. O que você ganha por mês é suficiente para arcar com os seus gastos?

a) (  ) Consigo pagar as minhas contas e ainda guardo mais 10% dos meus ganhos;

b) (  ) É suficiente, mas não sobra nada;

c) (  ) Gasto todo o meu dinheiro e ainda uso o limite do cheque especial ou peço emprestado para parentes e amigos.

 

2. Você tem conseguido pagar as suas despesas em dia e à vista?

a) (  ) Pago em dia, à vista e, em alguns casos, com bons descontos;

b) (  ) Quase sempre, mas tenho que parcelar as compras de maior valor;

c) (  ) Sempre parcelo os meus compromissos e utilizo linhas de crédito como cheque especial, cartão de crédito e crediário.

 

3. Você realiza o seu orçamento financeiro mensalmente?

a) (  ) Faço periodicamente e comparo o orçado com o realizado;

b) (  ) Somente registro o realizado, sem analisar os gastos;

c) (  ) Não faço o meu orçamento financeiro.

 

4. Você consegue fazer algum tipo de investimento?

a) (  ) Utilizo mais de 10% do meu ganho em linhas de investimentos, que variam de acordo com os meus sonhos;

b) (  ) Quando sobra dinheiro, invisto, normalmente, na poupança;

c) (  ) Nunca sobra dinheiro para esse tipo de ação.

 

5. Como você planeja a sua aposentadoria?

a) ( ) Tenho planos alternativos de previdência privada para garantir a minha segurança financeira;

b) (  ) Contribuo para a previdência social. Sei que preciso de reserva extra, mas não consigo poupar;

c) (  ) Não contribuo para a previdência social e nem para a privada.

 

6. O que você entende sobre ser Independente Financeiramente?

a) (  ) Que posso trabalhar por prazer e não por necessidade;

b) (  ) Que posso ter dinheiro para viver bem o dia a dia;

c) (  ) Que posso curtir a vida intensamente e não pensar no futuro.

 

7. Você sabe quais são os seus sonhos e objetivos de curto, médio e longo prazos?

a) (  ) Sei quais são, quanto custam e por quanto tempo terei que guardar para realizá-los;

b) (   ) Tenho muitos sonhos e sei quanto custam, mas não sei como realizá-los;

c) (  ) Não tenho sonhos ou, se tenho, sempre acabo deixando-os para o futuro, porque não consigo  guardar dinheiro para eles.

 

8. Se um imprevisto alterasse a sua situação financeira, qual seria a sua reação?

a) ( ) Faria um bom diagnóstico financeiro, registrando o que ganho e o que gasto, além dos meus investimentos e dívidas, se os tiverem;

b) (  ) Cortaria despesas e gastos desnecessários;

c) (  ) Não saberia por onde começar e teria medo de encarar a minha verdadeira situação financeira.

 

9. Se a partir de hoje você não recebesse mais seu ganho, por quanto tempo você conseguiria manter seu atual padrão de vida?

a) (  ) Conseguiria fazer tudo que faço por 5, 10 ou mais anos;

b) (  ) Manteria meu padrão de vida por 1 a, no máximo, 4 anos;

c) (  ) Não conseguiria me manter nem por alguns meses.

 

10. Quando você decide comprar um produto, qual é a sua atitude?

a) (  ) Planejo uma forma de investimento para comprar à vista e com desconto;

b) (  ) Parcelo dentro do meu orçamento;

c) (  ) Compro e depois me preocupo como vou pagar.

 

 

Peso das respostas:        a) 10;         b) 5;         c) 0

 

De 80 a 100: Investidor
De 50 a 75: Equilibrado financeiramente
De 00 a 45: Endividado


Investidor Parabéns, você está no caminho certo! O hábito de poupar é o meio para se tornar uma pessoa sustentável financeiramente. É preciso proteger, poupar e guardar parte do dinheiro que passa por suas mãos, pois é por meio dele que você realizará os seus sonhos e objetivos. Atrelar o dinheiro guardado a um sonho é o segredo para que ele se realize. Tenha sempre, no mínimo, três sonhos: de curto (até um ano), médio (até dez anos) e longo prazos (acima de dez anos). Dinheiro guardado sem um sonho atrelado é dinheiro do marketing publicitário, por isso, as compras por impulso acabam acontecendo. Investir o dinheiro guardado deve também estar acompanhado de tempo, conforme ensinamos na Metodologia DSOP de Educação Financeira. Recomendo guardar o dinheiro dos sonhos de curto prazo na caderneta de poupança; para os de médio prazo, você pode investir em CDB, título do tesouro ou fundo de investimentos; já para os sonhos de longo prazo, aconselho previdência privada, título do tesouro, ações ou imóveis. Com exceção da caderneta de poupança, nas demais aplicações é importante procurar ajuda de especialistas em investimentos. Respeite o seu dinheiro, lembrando que ele não aceita desaforo. Por isso, invista sempre em grandes instituições financeiras, como bancos e seguradoras. Reúna a família periodicamente e converse sobre o que pretendem realizar no futuro. Consulte as crianças nessas reuniões, pois elas têm muito a contribuir. Ressalto a importância de inserir como sonho a ser realizado o da independência financeira ou da aposentadoria sustentável. Acredite na beleza dos seus sonhos e boa sorte!

 

Equilibrado financeiramente Pode parecer que tudo está em plena ordem. O fato de não ter dívidas ou, se as tiver, estarem controladas, não pode ser razão de tranquilidade. Isso porque você não criou o hábito de guardar parte do dinheiro que ganha e, consequentemente, quase não consegue acumular reservas financeiras. Grande parte da população encontra-se nessa situação, que é de grande risco! Se algum imprevisto acontecer, como perda do emprego ou problemas de saúde, por exemplo, é bem provável que você não tenha alternativa a não ser a de se tornar uma pessoa inadimplente com relação aos compromissos assumidos. Essa situação é conhecida como “zona de conforto”, mas você deve assumir uma nova postura em relação à utilização do seu dinheiro. É preciso retomar o comando de sua vida financeira, fazendo imediatamente um diagnóstico com a ajuda da família, registrando por trinta, sessenta ou, no máximo, noventa dias tudo o que gastar, até mesmo as peque- nas despesas. Conforme pesquisa realizada pela DSOP Educação Financeira, uma pessoa ou família gasta, em média, 20% do que ganha com pequenas despesas, quase sempre com coisas supérfluas. É preciso que sejam definidos também os sonhos, para que se possa iniciar esse processo, lembrando que, para cada sonho — curto (até um ano), médio (até dez anos) e longo prazos (acima de dez anos) —, é necessário saber quanto custa, quanto você precisará guardar por mês e em quanto tempo ele será realizado. Poupar e guardar o dinheiro para a realização dos sonhos é vital para que se possa sair dessa situação. Portanto, não perca mais tempo. Invista e insira em sua vida a educação financeira. Oriento adotar e seguir também os quatro pilares da Metodologia DSOP (Diagnosticar, Sonhar, Orçar e Poupar). Acredite na beleza dos seus sonhos e boa sorte!

 

Endividado Sua situação é delicada! Você pode estar inadimplente ou muito próximo disso. É preciso ter atenção e não desanimar, porque chegou o momento de levantar a cabeça e saber que sempre existe um caminho. Recomendo, então, educar-se financeiramente por meio da Metodologia DSOP. Assuma o controle financeiro de sua vida, reunindo a família, inclusive as crianças, para uma conversa franca. Talvez seja a primeira vez que você estará fazendo isso. O mais importante é que todos estejam envolvidos nessa missão: sair do endividamento. É preciso fazer um diagnóstico financeiro, saber quanto ganha, com o que gasta, descrever e detalhar todos os credores e os valores das dívidas. Mas, atenção, não procure o credor para fazer acordo no primeiro momento. Caso ele venha lhe procurar, diga que você está se organizando financeiramente e sabe que deve, mas pagará quando e como puder. O credor quer receber e você quer pagar, mas é preciso assumir primeiro o controle da sua vida financeira. Além disso, devem-se registrar todas as despesas, por categoria, durante trinta, sessenta ou até noventa dias, inclusive as despesas de cafezinho, gorjetas etc. Reúna a família e defina os sonhos de curto (até um ano), médio (até dez anos) e longo prazos (acima de dez anos). Sair das dívidas deve ser um dos três sonhos e também deverá seguir o mesmo critério dos demais, sendo acompanhado do seu valor, quanto será preciso guardar e por quanto tempo. Sem isso, o sonho poderá se tornar um pesadelo.

É preciso tomar consciência da situação financeira em que se encontra. As pessoas que adotaram a Metodologia DSOP de Educação Financeira, hoje, encontram-se recuperadas e também detentoras do comando das suas vidas. Portanto, tome uma atitude, tenha disciplina e muita perseverança. Tudo começa com o primeiro degrau. Lembre-se: estar endividado ou inadimplente é uma questão de escolha! Acredite na beleza dos seus sonhos e boa sorte!
 
Contato com o Educador Financeiro Sandro Mattos
Fone (11) 9-6852-8430 WhatzApp 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.